Clínica internacional de Olhão
Clínica internacional de Olhão

Como evitar infeções urinárias

Jan. 7, 2020

Como evitar infeções urinárias

Beber muita água, urinar após as relações sexuais e evitar a retenção voluntária de urina são alguns dos comportamentos que deve adotar para evitar infeções urinárias. O Urologista Miguel Rodrigues revela à behealthy alguns falsos mitos sobre esta patologia e explica porque deve tratada assim que surjam os primeiros sintomas
Como evitar infeções urinárias

O que é uma infeção urinária?


Uma infeção urinária (ITU) é uma infeção que afeta o aparelho urinário, nomeadamente a uretra (uretrite), a bexiga (cistite) e/ou o rim (pielonefrite), sendo que no homem pode ainda afetar a próstata (prostatite) e os testículos (orquite/epididimite). A simples presença de bactérias no aparelho urinário não significa por si só infeção urinária. É necessário que cause sintomas.



Quais as suas causas?


A grande maioria das infeções são causadas por bactérias, que entram pelo meatouretral e vão afetando o aparelho urinário por via ascendente - uretra, bexiga, rim.Esta entrada e proliferação é favorecida por comportamentos (aguentar a urina muitas horas, beber pouca água, não urinar após relações sexuais e, no caso da uretrite,relações sexuais desprotegidas) e/ou por algumas patologias que impedem o esvaziamento normal da bexiga e facilitam a permanência de bactérias na bexiga,como a hiperplasia benigna da próstata, estenose da uretra, “pedras” na bexiga ou bexiga neurogénica.



Quais as formas de prevenir as infeções urinárias?


Habitualmente as bactérias estão sempre a tentar entrar no aparelho urinário pelauretra. Cada vez que urinamos, arrastamos estas bactérias e impedimos que adiram à parede do aparelho urinário, proliferem e causem infeção. Assim, a melhor forma de prevenir as infeções urinária é beber bastante água e não aguentar a vontade deurinar, urinando quando sentimos vontade. Além disso, urinar depois das relações sexuais, sobretudo nas mulheres, é fundamental para prevenir as infeções (a lavagem dos genitais depois das relações não altera por si só o risco de infeção urinária).Limpar-se de frente para trás após urinar ou defecar, também evita arrastar bactériasdo ânus para a uretra.



Quando é que a infeção urinária é considerada recorrente?


Infeção urinária recorrente é quando após tratamento de uma infeção urinária com antibiótico e melhoria ou desaparecimento dos sintomas, se volta a ter nova infeção urinária. Define-se como infeção urinária de repetição duas infeções urinárias em seis meses, ou três em um ano.Surgem porque quando temos uma infeção urinária, a bexiga descama e perdemos acamada de células mais especializada contra a aderência das bactérias, ficando assim mais desprotegida - porque perde uma parte importante das defesas naturais – e vulnerável a novas infeções.



Além do tratamento farmacológico, que medidas podem ser tomadas para mitigar os efeitos de uma infeção urinária?


É necessário alterar comportamentos. Além de relembrar a necessidade de urinar depois das relações sexuais, reforçar o consumo de água e evitar a retenção urináriavoluntária é fundamental. Muitas vezes é necessário quebrar mitos, como o de que se apanham ITUs nas casas de banho públicas. Apanhamos ITUs por ficar a aguentar a vontade demasiado tempo e não nas casas de banho.O consumo de proantocianidinas, existentes nos arandos vermelhos,também diminui a aderência de algumas bactérias à parede da bexiga e consequentemente a taxa de ITUs.



Esta não é uma patologia exclusiva das mulheres. Como se manifesta nos homens e por que razão é menos frequente?


O facto de a uretra ser mais longa nos homens, ajuda a explicar a principal razão pelaqual as bactérias têm mais dificuldade em chegar à bexiga e causar infeção. No entanto, apesar de menos frequente, a infeção urinária num homem é geralmentemais grave e pode estar associada a outros problemas, como hiperplasia da próstata,estenose da uretra, “pedras” na bexiga ou mau funcionamento da bexiga (bexiganeurogénica).Manifesta-se muitas vezes com febre e diminuição da força do jato urinário, além dos sintomas clássicos de cistite, porque pode afetar também a próstata.



Quais as consequências de uma infeção não tratada e porque é tão importante tratar desde logo uma infeção urinária?


Pelo facto de as ITUs terem maioritariamente uma via ascendente, é importante fazero diagnóstico e começar o tratamento assim que surgem os primeiros sintomas, que geralmente são de cistite (infeção na bexiga), impedindo que a infeção ascenda atéaos rins e se torne mais grave, inclusivamente com risco de sépsis. Além disso, otratamento de uma cistite é mais fácil, curto e exige antibióticos menos agressivos e com menos efeitos secundários, quando comparando com o tratamento de uma pielonefrite (infeção do rim) ou uma prostatite.



Pode surgir em idade infantil? Neste caso, o tratamento é semelhante?


Também nas crianças podem surgir infeções urinárias. Nestes casos podem estar associadas a malformações congénitas que necessitam de intervenção cirúrgica para corrigir ou apenas de tempo para amadurecer e melhorar espontaneamente. Daí a obrigatoriedade de, além das habituais análises, ser obrigatória realização de exames de imagem, como a ecografia.Nas crianças, as infeções podem deixar sequelas ou cicatrizes em órgãos em desenvolvimento, pelo que devem ser abordadas com grande seriedade e pragmatismo, com diagnósticos precoces e tratamentos antibióticos eficazes e por vezes preventivos.






Centro Clínico de Almancil

It's fast and easy.

pre-reserve an appointment