Clínica internacional de Olhão
Clínica internacional de Olhão

Rinoplastia

Feb. 5, 2019

Rinoplastia

O Cirurgião Otorrinolaringologista Luís Freitas esclarece as principais dúvidas acerca da rinoplastia, uma cirurgia de baixo risco indicada para pessoas que procuram a melhoria da estética nasal, da função respiratória, ou ambas
Rinoplastia

No que consiste a rinoplastia?

A rinoplastia surge como a cirurgia indicada para pessoas que têm alguma queixa funcional específica (não respiram bem, por exemplo) e/ou para pacientes com queixa estética, que não gostam do aspeto do nariz e querem modificá-lo para terem uma maior harmonia facial. Frequentemente encarado como uma intervenção puramente estética, hoje em dia é muito mais do que isso e está a tornar-se, ano após ano, num dos procedimentos mais realizados em todo mundo. 

Trata-se de um procedimento doloroso? 

Em geral, a rinoplastia é pouco dolorosa e a maioria dos pacientes apenas requer analgésicos ligeiros. A rinoplastia também sofreu ao longo das últimas décadas avanços em conceitos e técnicas. Apesar da aparente agressividade, é quase indolor e muito bem tolerada pelo doente. 

Quais os critérios que deve reunir um candidato para uma rinoplastia? 

A rinoplastia é um procedimento que exige um paciente bem esclarecido. Trata-se de uma cirurgia com propósitos muito bem delineados, pelo que o candidato deverá saber exatamente aquilo que se pretende e o que é possível fazer pelo seu nariz. Na verdade, tanto ou mais importante do que ter um nariz bonito é ter um nariz funcional. 

A rinoplastia é uma intervenção segura?

Sem dúvida que esta cirurgia é um enorme desafio, mesmo para o cirurgião mais experiente. Nenhum nariz é igual. Aqui, é muito importante uma conversa muito clara entre o médico e o paciente. A ajuda de programas de simulação é, por vezes, também, uma excelente ferramenta para facilitar a comunicação. 

É possível fazer uma rinoplastia ao mesmo tempo que se faz uma cirurgia para a sinusite ou rinite? 

A resposta é sim. Obviamente que estes tipos de distúrbios funcionais são do foro da Otorrinolaringologia, podendo ser tratados simultaneamente com uma rinoplastia.

 Como é realizada uma rinoplastia?

Normalmente, a cirurgia é toda efetuada por dentro do nariz, não deixando cicatrizes. Contudo, por vezes, é necessário fazer um pequeno corte na base do nariz (columela) para "abrir" o nariz e facilitar o acesso a todas as estruturas. Esta cicatriz é praticamente impercetível.

Após a cirurgia, o doente respira com dificuldades?

Por vezes é necessário usar um tamponamento nasal no pós-operatório imediato e o paciente tem que respirar pela boca. Esse tampão pode ser removido no dia seguinte à cirurgia, tornando este desconforto tolerável. Nos primeiros dias após a cirurgia, devido ao edema secundário ao procedimento, pode haver uma dificuldade na respiração pelo nariz. Em grande parte das cirurgias há a necessidade de usar uma tala externa que se remove habitualmente após uma semana. 

Que cuidados se devem ter no pós-operatório?

Nos dias a seguir à cirurgia deverá evitar-se fazer exercício físico e ambientes demasiadamente quentes para precaver algumas pequenas complicações, como infeção ou hemorragia excessiva. O paciente deve seguir com cuidado as recomendações do seu cirurgião para reduzir o risco de complicações.

Quanto tempo é que um paciente precisará de estar de baixa? 

A rinoplastia tem normalmente uma noite de internamento e entre 8 a 15 dias de baixa, dependendo do procedimento efetuado e da sua profissão, e de um mês para realização de atividades físicas.


SCHEDULE AN APPOINTMENT

It's fast and easy.

pre-reserve an appointment